Saltburn – Crítica Filme

“Saltburn” apresenta uma luta de classes desequilibrada, sensual e decadente, numa história que atravessa as arestas da sociedade contemporânea. O segundo filme de Emerald Fennell encena um mundo rarefeito, sociopata, onde as relações humanas são legisladas por todo o tipo de trocas – afetivas, físicas, materiais – com a sua mistura inquietante de desejo e descartabilidade.

Related posts

MOTELX 2024: 1.ª Vaga de Novidades da 18.ª edição!

Inside Out 2 – Crítica Filme

The Acolyte – Primeiras Impressões Série