Home Especial Natal Filmes de Animação imperdíveis no Natal

Filmes de Animação imperdíveis no Natal

by The Golden Take

Muito se fala dos clássicos de Natal como “Home Alone”, “Love Actually”, entre tantos outros mas desta vez trazemos-vos aquelas animações que merecem ser vistas nesta época natalícia!

Klaus

“Klaus”, a primeira longa-metragem de animação original da Netflix, de Sergio Pablos, cocriador dos filmes “Gru – O Maldisposto”, apresenta um estilo de animação único que veio para conquistar qualquer coração neste Natal.

Se vos contarmos que é no lugar mais frio, sombrio e infeliz do mundo, que começa uma amizade improvável entre um carteiro egoísta e um solitário homem, que é fabricante de brinquedos, e que nasce o Pai Natal, acreditam? Nós não acreditávamos, mas é a verdade!

Este filme transmite-nos muito mais do que algo visual, transmite-nos uma história de um jovem carteiro que tem uma vida estável por estar a viver com o pai e, sem estar à espera, é desafiado a viver durante um ano sem a sua ajuda.

O desafio passa por sair fora da zona de conforto e ficar em Smeeresnburg, uma pequena cidade nórdica que estava esquecida, para fazer o envio de seis mil cartas no prazo de um ano. Se recusar, perderá o direito a ter uma herança. O que o jovem não sabia é que os habitantes viviam em constante conflito e que a simples tarefa de entregar cartas, iria ser mais difícil do que alguma vez imaginara.

Agora, preparem as pipocas e embarquem nesta história natalícia que veio para fazer as delícias de qualquer serão de Natal.

Relembramos que este foi um dos quatro filmes que esteve nomeado na categoria de Melhor Filme de Animação para os Prémios Europeus de Cinema (EFA), uma cerimónia que se realizou no dia 12 de dezembro, em formato online; assim como Óscar de Melhor Longa-metragem de Animação, para os prémios Annie.

Polar Express

Que a magia do Natal esteja connosco! Quem é que não é fã de contos de Natal nesta época? Por isso mesmo, o filme de animação “Polar Express”, baseado no conto de Natal do norte-americano Chris Van Allsburg, não poderia faltar. Já que estávamos em contagem decrescente para o Natal, entrem na aventura e conheçam a história de um rapazinho com poucos motivos para acreditar na magia natalícia, mas que na noite de Natal, ao embarcar numa extraordinária viagem de comboio ao Polo Norte, descobriu o seu talento e as maravilhas que a vida tem.

Esta é a história perfeita que nos transmite o verdadeiro encanto do Natal.

Mickey’s Christmas Carol

Estes dias são perfeitos para recordar os verdadeiros clássicos da época. “Um Conto de Natal do Mickey” é o formato ideal para os pequenos se entreterem e os graúdos recordarem a infância com uma das personagens mais famosas da Disney: o Mickey Mouse.

Juntem a família e revejam este filme, realizado por Burny Mattinson, no qual a diversão está garantida e a nostalgia também.

Relembramos que este filme foi nomeado para o Óscar de Melhor Animação em Curta-metragem, “Um Conto de Natal do Mickey” é a versão Disney do clássico de Charles Dickens.

Arthur Christmas

Se ainda não sabe o que ver e/ou fazer na véspera de Natal, porque não ver o “Arthur Christmas”? Segundo reza a lenda Arthur é o filho mais novo do verdadeiro Pai Natal, neto do Avô Natal e irmão de Steve. Esta poderia ser uma família, tal como todas as outras, normal, – especialmente no que toca à noite de consoada; mas não seria a mesma coisa, e é este pormenor que faz com que o filme seja tão especial!

Este é um filme de animação que nos transmite a mensagem de que, apesar de todos parecerem desvalorizar o acontecido, Arthur acha que, enquanto o espírito natalício perdurar, nenhuma criança no mundo deverá ficar sem presentes. Desta forma, ajudado pelo Avô Natal, e recorrendo aos antigos métodos de distribuição, os dois vão percorrer o mundo para que aquele presente chegue ao seu destino antes de o nascer do Sol.

Juntem-se em família, mantenham as mantas e o chocolate quente por perto, e deixem-se levar por uma história “que nos inspira” para que este Natal pareça “normal”

A Christmas Carol

A reedição, em formato animado, do livro de 1843 de Charles Dickens apresenta-nos uma visão pouco floreada do que pode ser o Natal para algumas pessoas. A Disney não embarca em demonstrações floreadas de felicidade e carinho para caracterizar Scrooge e os seus medos.

A história mostra-nos o caminho de redenção de um agiota que, depois da morte do seu parceiro de negócios, é visitado por encarnações do passado, presente e futuro para que possa avaliar as suas decisões.

Não é, certamente, um filme infantil e pode provocar alguma inquietação aos espetadores mais sensíveis. No entanto, carrega consigo a mensagem do que pode e deve ser o espírito natalício.

Tokyo Godfathers

Seja durante a noite de dia 24 ou na manhã de dia 25 é comum encontrarmos presentes debaixo da árvore de Natal. O destino reservou uma surpresa ainda maior para 3 mendigos que vagueiam na cidade de Tokyo. Em vez de presentes debaixo da árvore encontraram um bebé no lixo.

As três personagens iniciam uma jornada para encontrar a mãe do bebé e a cada contratempo são revelados traços de personalidade que tanto nos fazem enternecer face à sua situação precária como sentir repúdio pelas contestáveis decisões de vida que tomaram.

A mensagem por detrás do pano é que os milagres de natal existem para quem tem a tenacidade de os procurar.

O Estranho Mundo de Jack – A Nightmare Before Christmas

Ninguém tem dúvidas que o Pai Natal, durante o mês de Dezembro, está afogado em trabalho e que poderia usufruir de umas férias. Jack Skellington, o Rei das Abóboras, decide levar esta ideia mais além e raptar o Pai Natal para, durante a noite de consoada, carregar o seu fardo e fazer o trabalho à sua maneira.

Apenas com um currículo de ser a criatura mais assustadora que existe assume a tarefa da forma mais peculiar possível e assume-se como o pior ‘’Amigo Secreto’’ da história de todos os Natais.

Este musical, indubitavelmente, animado por Tim Burton é um filme para toda a família e preferencialmente visto sem ser à noite para que as crianças não fiquem com pesadelos.

The Grinch

A existência do Grinch torna-se particularmente difícil durante as épocas festivas. É neste cenário, de toda a população de Whoville querer tornar o Natal o mais mágico e cativante possível que Grinch define o seu plano – arruinar o Natal roubando todas as prendas.

Em contra mão uma personagem secundária, Cindy-Lou Who, rema para que o Natal concretize um desejo que irá ajudar a sua família. Com uma conotação humorística suave este filme faz as delícias dos mais novos, inundado o espectador para um desfile de cores e animações dinâmicas.

You may also like

Leave a Comment

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00