close
Novidades

Disney+: O serviço de streaming que promete revolucionar o mercado

Foi anunciada a data e algumas surpresas do novo serviço de streaming da Disney, o Disney+, que promete revolucionar o mercado.

Os rumores de que a Disney ia lançar o seu próprio serviço de streaming começaram quando séries com algum sucesso de personagens da Marvel na Netflix começaram a ser canceladas sem razão aparente no Verão de 2017.

Poucos meses depois desses cancelamentos, surgia a notícia que a Disney estava já em negociações avançadas para adquirir não só os heróis da Marvel que pertenciam à 21st Century Fox mas grande parte do seu catálogo.

Este negócio foi oficializado em Março deste ano pela quantia de 71 mil milhões de dólares fazendo assim que títulos sejam propriedade intelectual da Disney e dando ainda mais ênfase ao futuro serviço streaming!

Referindo alguns destes títulos: X-Men, Fantastic 4 (este último com propriedade dividida com a Constantin Film), Die Hard, Aliens, Predator, Avatar, Kingsman, Sozinho em Casa, Planeta dos Macacos, Ice Age, Noite no Museu, A série 24, Buffy- Caçadora de Vampiros, X-files, Family Guy e Simpsons.

Estavam assim criados os alicerces para o que virá a ser o futuro serviço de streaming da Disney, o Disney+(plus). O serviço estará disponível dia 12 de Novembro numa primeira fase apenas nos Estados Unidos.

Na Europa o serviço será lançado em duas fases, ou seja no primeiro semestre de 2020, o serviço estará apenas disponível na Europa Ocidental (Portugal) e a Europa de Leste só terá acesso em Janeiro de 2021.

O serviço terá um custo mensal de 6.99 dólares ou 69.99 para a subscrição anual e no seu lançamento irá ter conteúdos da Disney, Marvel, Pixar, Star Wars e National Geographic.

Conteúdo original como The Mandalorian (primeira série live-action de Starwars), Forky Asks A Question (curta de Toy Story) e o filme live-action de A Dama e o Vagabundo também irão estar disponíveis no primeiro dia.

Por enquanto, a Disney ainda não confirmou mas correm rumores de que futuros filmes sobre a alçada da companhia estejam disponíveis primeiro no serviço de streaming do que em serviços tradicionais de aluguer de filmes, ou seja, poucos meses depois da estreia no cinema.

A Disney já confirmou algum do conteúdo exclusivo para o primeiro ano do serviço, assim no decorrer de 2020 teremos:

  • A série de Monsters Inc.
  • O novo High School Musical
  • Nova temporada de Star Wars Clone Wars
  • Uma série Live-action de Star Wars com Diego Luna e Alan Tudyk (Rogue One)
  • A série The Falcon and The Winter Soldier da Marvel
  • A nova série dos Marretas
  • Loki, a série sobre as aventuras do irmão de Thor

Para 2021 já está confirmada a série de Vision and Scarlet Witch da Marvel que terá como showrunner Jac Schaeffer, escritora de Captain Marvel e ainda a série Hawkeye com o próprio Jeremy Renner como protagonista.

A Disney está a apostar muito neste serviço. Exemplo disso é ter actores que geralmente estão em grandes produções de Hollywood a serem protagonistas de séries de televisão. O preço é ultra competitivo, e a prova é que, no dia a seguir à apresentação, a Netflix teve uma quebra de 5 milhões na bolsa e já equaciona não aumentar o preço do serviço que estava previsto para Julho.

Quem ganha com isto somos nós consumidores, pois a oferta começa a ser muita e diversificada, logo, significa que a qualidade tem que aumentar para o produto ser apelativo.

Ivo Gonçalves

The author Ivo Gonçalves

%d bloggers like this: