close
Novidades

Bryan Cogman, argumentista de “Game of Thrones”, vai trabalhar na série sobre “Lord of the Rings”

Adeus, Iron Throne. Olá, Middle-earth. Bryan Cogman, que assumiu funções de argumentista e produtor em “Game of Thrones”, vai agora trabalhar como consultor da série que a Amazon está a conceber no universo “Lord of the Rings”.

De acordo com a revista Variety, Bryan Cogman vai exercer a função de consultor de JD Payne e Patrick McKay, os argumentistas da série que a Amazon está a desenvolver sobre “Lord of the Rings”.

Em “Game of Thrones”, Cogman foi assistente de David Benioff e D.B. Weiss, os criadores da série. Posteriormente, ficou célebre por ser um conhecedor devoto da história criada por George R.R. Martin. Desta forma, foi responsável por escrever “Cripples, Bastards, and Broken Things”, episódio da primeira temporada, ou “Kissed by Fire”, da terceira.

A título de curiosidade, também foi Colman que escreveu “A Knight of the Seven Kingdoms”, o episódio mais aclamado pela crítica da última temporada de “Game of Thrones”. Por isto e mais, chegou inclusive a receber um elogio por parte do próprio George Martin:

“Dave and Dan—even though there were two of them, there really needed to be three. Bryan was the third head of the dragon.”

Quanto à série em torno de “Lord of the Rings”, a Amazon confirmou recentemente que o enredo será ambientado na Segunda Era. Desta feita, corresponde a um espaço temporal de três mil entre esta história e “Fellowship of the Ring”, a primeira parte da trilogia clássica.

Efetivamente, “Fellowship of the Ring”, de Peter Jackson, descreveu o fim da Segunda Era, quando a última aliança de elfos e homens enfrentou as forças de Sauron. Não obstante, a Segunda Era é composta por mais de três mil e quatrocentos anos, sendo que teve início depois de Morgoth (o “dark lord” antes de Sauron) ter sido banido.

Os direitos para a concepção da série foram adquiridos pela Amazon no ano passado e, ao que parece, tanto os direitos televisivos como os custos de produção devem rondar os quinhentos milhões de dólares.

Embora ainda não haja de produção anunciada, espera-se que esta nova aventura de “Lord of the Rings” estreie em 2021.

 

Tags : bryan cogmangame of throneslord of the rings
João Pedro

The author João Pedro

%d bloggers like this: